Cortando a corda…

Em uma das viagens do Fabio eu aproveitei para assistir um monte de filme de “menininha” e acabei encontrando um que se chamava “Peace Love and Misunderstanding”, que é um trocadilho com a expressão “paz e amor”, pois vai além e completa com o “desentendimento”. É um filme super leve aparentemente mas na verdade nos manda uma super mensagem que podemos levar para a vida toda. Tudo começa com um pedido seco de divórcio de um marido para a mulher, e então meio sem saber o que fazer ela recorre à mãe, com a qual ela não falava ha uns 20 anos (foram muitos anos, não sei ao certo se foram vinte). Ela entra no carro com seus dois filhos, uma menina e um menino, ambos em sua fase de adolescência, e seguem rumo para a casa da sua mãe, que fica em Woodstock. A mãe dela é interpretada nada mais nada menos por Jane Fonda, que está linda by the way, e ela é uma super hippie, com direito a plantação de maconha no subsolo da casa e tudo mais. No desenvolver do filme Diana (Katherine Keener) começa a aceitar a mãe como ela é, com seus defeitos e tudo apenas para descobrir que Jude (Jeffrey Morgan), que é o cara com o qual ela estava se envolvendo, já tinha tido um affair com sua mãe. Ela então sente toda aquela indignação, raiva e decepção com ambos, por não terem contado nada a ela antes.
E aqui alguém lhe dá um conselho, e agora já não me lembro qual personagem, e esse conselho me tocou profundamente. O conselho foi uma metáfora do rancor e ressentimento sendo um saco de areia, e sua felicidade com sendo um balão, que está amarrado nesse saco de areia. O saco de areia não deixa o balão sair do lugar, e ele fica ali, louco pra se libertar e subir para imensidão do céu. É preciso muita coragem e mais importantemente força de vontade para cortar o cordão e enterrar o saco de areia na terra para ser esquecido. O legal é que no filme a Diana faz isso com a mãe, depois de perdoa-la; elas vão juntas para o campo, com um balão amarelo amarrado em um saco de areia, e juntas cavam o buraco, enterram o “rancor e ressentimento” e finalmente libertam a felicidade, para que ela siga seu rumo.

Um dos meus maiores defeitos é o fato de que sou rancorosa, e para esse ano novo que chegou, uma das minhas metas espirituais é perdoar e mais importantemente, esquecer, cortar o cordão de vez do meu balão. Eu amo quando assisto um filme leve com uma mensagem que parece que foi direcionada especialmente para mim, me dá um certo aconchego.

E você o que quer para esse seu novo ano?

PS:LOVEYALL

There are no comments yet. Be the first and leave a response!

Leave a Reply